6 de fev de 2015

Carnaval é coisa séria!


O carnaval está chegando e não é brincadeira, é coisa muito séria. Na verdade é uma grande estratagema de satanás para atrair milhões e milhões de brasileiros e afrontar a santidade de Deus.
Carnaval é coisa séria. Drogas, adultério, fornicação, homossexualismo e violência são alguns dos muitos petiscos postos à mesa nessa época, cujo cardápio é difundido com bastante antecedência por todas as mídias, de forma que a nossa sociedade, (inclusive crianças, adolescentes e jovens) possa escolher e pedir pratos ardilosamente preparados. Muitas vezes, a primeira degustação para tanta gente, o primeiro gole de cachaça, a primeira “cheirada”, o primeiro trago, a primeira gravidez (e quem sabe o primeiro aborto?), a primeira relação sexual fulgáz e sem compromisso... tudo com muito tempero e sem temor nenhum.
Carnaval não é brincadeira, é coisa seríssima! É o momento em que se esquece, pelo menos temporariamente, das mazelas da nossa terra brasilis que estampam os noticiários, os “petrolões” da vida, o domínio quase imperialista dos morros pelo narcotráfico e tantos outros “pecados, rasgados, suados a todo vapor”, que se conhece e se badala a nosso respeito ao redor do mundo. Aliás, este é momento em que a “sociedade” avaliza o erro, praticando-o com intensidade quase que insana. É como se o Brasil dissesse em alto e bom som: “Não são só os políticos e empresários desonestos, não são só os traficantes que desonram e achincalham nossa Pátria, "nós" os ditos cidadãos de bem, também somos capazes de desonra-la. Vejam quantas mortes nas estradas, quantos assassinatos, quantas famílias “diluímos”, quantas meninas perdem a virgindade, quantos valores “colocamos” pelo esgoto nos dias de Momo?”
Por esta e por tantas outras, carnaval é coisa séria.
Por isso, não pactue, não se envolva e não brinque!
Antes, pelo contrário, denuncie, discorde e rejeite.

Nenhum comentário:

Postar um comentário