4 de set de 2011

Conversa entre Dois Sanfoneiros, um Crente e outro Não-crente

Ilse Roskam
Outro dia, no sertão da Paraíba, dois sanfoneiros que tinham acabado de se conhecer, conversavam sobre música, sanfona, banda, viagem. Quando de repente e do nada o sanfoneiro crente (na realidade a sanfoneira) pergunta:

- O que é que você faz com a sua arte?
O não-crente ficou com cara de quem não entendeu. Com cara de quem perguntava: 

- Como assim? Como quem diz: "Você não acabou de ouvir, eu estou ganhando dinheiro, tô ficando famoso, no conforto, gozando de regalias..." 
Aquele instante de silêncio foi quebrado pela sanfoneira crente.
- Eu uso minha arte para glorificar à Deus. Para fazê-lo conhecido.
Aquela afirmação soou desconsertante, dava para ver no semblante o embaraço, o desconforto de quem acabou de entender que usava sua arte para tudo, menos para falar do amor Daquele lhe doou o talento. 
Esta é uma pergunta pertinente não só para sanfoneiros, mas para toda humanidade: o que você tem feito com o talento que Deus te deu? Você é dentista, estudante, professor, dona de casa...?
O que você tem feito com as tuas habilidades? Como você tem aplicado seus recursos? Como você tem usado seu tempo? Como aplica seus esforços?

Para reflexão:
Mt 25:14-29

Marcos Sal da Terra

Leia mais: Reflexões


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário