9 de jun de 2011

Jonas, Profeta Relutante ?

Leitura: Jonas - capítulos 1, 2 e 3

Este texto fala de uma cidade, um personagem e tem um tema central.

A cidade é Nínive, um lugar mal afamado devido ao comportamento desonesto e brutal de parte dos seus moradores. Os ninivitas, além de saquearem seus vizinhos, costumavam maltratar aqueles a quem roubavam. Isso conferiu-lhes um estigma de povo temido e odiado.

O personagem é Jonas que recebeu da parte de Deus o desafio de clamar contra aquele povo por conta da malícia, do pecado que subia até a presença Dele. A Bíblia deixa claro que Jonas não “morria de amores” por aquela gente e não deixa evidente, mas possivelmente, o profeta os temia, por sua má reputação.
A resposta de Jonas à convocação de Deus foi a mais óbvia... Ele desobedeceu, indo à Jope e dali tomando um navio à Társis (posição oposta aquela a que Deus determinara).

O tema central deste livro é o chamado à obra missionária, chamado este que Deus insiste até que ele seja obedecido.

Entre tantos ensinamentos que podemos tirar da história de Jonas, destacamos, pelo menos, dois:

I – Jonas foi um crente na média quando desobedeceu. A desobediência faz parte da prática na vida do cristão, desobedecer é a média da nossa vida. Escuto muita gente chamando Jonas de "missionário rebelde", ou de "profeta relutante", ou coisa parecida, mas sinceramente, eu no caso de Jonas, certamente teria feito a mesma coisa... “amarelado”.

II – Jonas foi um crente acima da média quando saiu do porão do navio, lugar onde, indiferente e desobediente, dormia profundamente. Jonas foi um crente acima da média quando atentou ao desespero daqueles que padeciam sob as ondas e os ventos. Jonas foi um Crente acima da média quando assumiu a responsabilidade pela situação, quando orou e quando, finalmente, obedeceu ao chamado do Pai, indo pregar o arrependimento.

Ser um crente na média ou ser um crente acima da média, este é um dilema cotidiano. A cada dia nós temos a oportunidade dada por Deus de obedecermos ao seu chamado, de sermos crentes acima da média. Então, que seja feita a vontade Dele, mesmo que isso nos pareça pesado, desconfortável ou que contrarie nossa vontade natural. 

Em Cristo, 
 
Marcos Sal da Terra

Leia mais: Reflexões



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário