2 de mar de 2011

Uma Viagem Extraordinária

Uma viagem extraordinária levou uma jovem holandesa da cidade de Amsterdam ao sertão pernambucano. De um banho quente por dia à quatro frios! De pão e chá (sem açúcar) ao arroz, feijão e café (com muitíssimo açúcar!). De um dia a dia com facebook, e-mail e celular à uma vida num lugar com um só orelhão! Do jazz, pop e rock, ao xote, baião e arrasta pé! De uma vida agendada à uma vida de cheia de surpresas! Duas vidas totalmente diferentes, mais com uma constante: Deus, que é o mesmo no Brasil e na Holanda!

Meu nome e Ilse Roskam, tenho 26 anos e há três anos tenho ido visitar o lindíssimo país chamado Brasil. Em julho 2009 assisti a um show da banda Sal da Terra e já no mesmo dia estava tocando minha sanfona com Marcos e todo pessoal do grupo. Depois participei por poucos dias de um P.E.S. (Programa de Evangelização no Sertão) com Bill e outros irmãos do Sal da Terra, voltando logo em seguida ao meu país.

Todavia, o sertão ficou no meu coração e combinei com Marcos em voltar para o Brasil e desta vez passar um mês para tocar e ensinar sanfona no projeto Papa-Capim (escola de arte/educação) em Caiçarinha da Penha, que é uma pequena comunidade que fica no município de Serra Talhada, no sertão pernambucano.

Na noite do último réveillon estava no avião e já no dia 2 de janeiro de 2011, mergulhei com os peixes pernambucanos, na praia de Porto de Galinhas. Mas não podia demorar muito por ali e já no dia 3 comecei a minha viagem pelo sertão.

Sempre gostei muito de tocar meu instrumento, mas só no Brasil que vi a sanfona abrindo tantas portas! Na feira de Caiçarinha da Penha, comecei tocar espontaneamente e logo me vi cercada por sertanejos querendo ouvir as letras que falavam do amor de Deus, (cantado com sotaque holandês).

No final alguns ficaram para oração enquanto outros me pediram bíblias. As crianças da Caiçarinha também gostavam do instrumento e aprenderamrapidamente tocar algumas musiquinhas.

Mas, sinceramente, o que mais me tocou não foi a comida gostosa, nem o successo da sanfona, nem mesmo a conversão das pessoas. O que mais me tocou foi a comunhão profunda que vi entre os irmãos brasileiros, que também me abraçaram. Me receberam com tanto amor que já não queria mais voltar para Holanda. Foi no Brasil que vi o Salmo 133 na prática!

Só tem uma coisa que me doeu muito: Ver tantas famílias quebradas! Homens deixando a família por outras mulheres, ou mais secretamente se encontrando com outros homens. Também crianças que não sabiam quem são os seus pais.

A minha oração pelo Brasil é que Deus permita que a comunhão cresça ainda mais entre os cristãos e que os crentes do Brasil possam ser um exemplo de comunhão para muitos crentes de outros países, como foram por mim.

Também a minha oração é pelas familias brasileiras, para que elas possam ser restauradas e se tornarem exemplos de felicidade e amor!

Muito obrigada a todos vocês. Aprendi muito com os meus amigos brasileiros.


Sinto saudades...











Nenhum comentário:

Postar um comentário