17 de mar de 2015

P.E.S. em Fercal

         
     

                No próximo sábado, dia 21/03, teremos nosso primeiro P.E.S (Programa de Evangelização e Serviço)  e teremos muito a fazer; A comunidade da Fercal  fica à 10 km de Sobradinho II (DF) e tem grandes desafios, principalmente com relação à anunciação do Evangelho, pois  há uma grande incidência de prostituição por ser uma região com muitos trabalhadores do transporte de cimento e derivados. 
           Neste primeiro P.E.S do Sal da Terra-DF queremos dispor do maior número de missionários e profissionais para atendermos aquela comunidade que é tão amada pelo Senhor e tão carente de atenção. 
           Vamos nos unir para mais este desafio,  disponha-se, deixe que o Senhor te use com amor na proclamação do evangelho!! 
           Se você puder participar entre em contato conosco!  (62) 8208-3723
           Oremos para que o Senhor envie obreiros para Sua seara,pela comunidade da Fercal, pela minha saúde (Batata) e por cada um que participará deste desafio de alguma forma.Que Deus nos abençoe, que a boa mão do              
            Senhor  nos conceda uma semana abençoada!

15 de mar de 2015

Ontem de manhã no Sítio Cacimbinha, marcamos os alicerces da casa da família dos irmãos Manoel e Cida. 


A partir de amanhã os alicerces serão cavados e o restante do material da base (areia, pedra, tijolo e cimento) começa a chegar. 
A irmã Cida tá que é só alegria com a casinha.


Na noite anterior tivemos um momento ímpar com testemunhos, compartilhar da Palavra e orações. A noite quente do sertão e a comunhão completaram o clima. Nunca mais vou esquecer.


Obrigado Deus!
Por favor continuem orando, tá?
(fotos Elio Rocha)

6 de mar de 2015

Pedido de oração por Manoel e família

Manoel, mora no Sítio Cacimbinha - sertão pernambucano. A sua casa abriu as portas ao Evangelho a pouco mais de um ano. 
Ele, sua mulher e cinco dos seus filhos (ao todo são seis) tem respondido ao senhorio de Jesus. Aleluia!
Peço que orem por este irmão que padece com diabetes, pela reconstrução da sua casa, e pelo seu sustento. Muito debilitado Manoel está sem condições de trabalhar, o seu filho de 16 anos é que tem feito bicos, que somados a bolsa família, fecha uma renda familiar em torno de 2/3 de um salário mínimo.
Você pode orar?

Assista ao vídeo aqui: https://www.youtube.com/watch?v=sB9O8rmDA00&feature=youtu.be

6 de fev de 2015

Carnaval é coisa séria!


O carnaval está chegando e não é brincadeira, é coisa muito séria. Na verdade é uma grande estratagema de satanás para atrair milhões e milhões de brasileiros e afrontar a santidade de Deus.
Carnaval é coisa séria. Drogas, adultério, fornicação, homossexualismo e violência são alguns dos muitos petiscos postos à mesa nessa época, cujo cardápio é difundido com bastante antecedência por todas as mídias, de forma que a nossa sociedade, (inclusive crianças, adolescentes e jovens) possa escolher e pedir pratos ardilosamente preparados. Muitas vezes, a primeira degustação para tanta gente, o primeiro gole de cachaça, a primeira “cheirada”, o primeiro trago, a primeira gravidez (e quem sabe o primeiro aborto?), a primeira relação sexual fulgáz e sem compromisso... tudo com muito tempero e sem temor nenhum.
Carnaval não é brincadeira, é coisa seríssima! É o momento em que se esquece, pelo menos temporariamente, das mazelas da nossa terra brasilis que estampam os noticiários, os “petrolões” da vida, o domínio quase imperialista dos morros pelo narcotráfico e tantos outros “pecados, rasgados, suados a todo vapor”, que se conhece e se badala a nosso respeito ao redor do mundo. Aliás, este é momento em que a “sociedade” avaliza o erro, praticando-o com intensidade quase que insana. É como se o Brasil dissesse em alto e bom som: “Não são só os políticos e empresários desonestos, não são só os traficantes que desonram e achincalham nossa Pátria, "nós" os ditos cidadãos de bem, também somos capazes de desonra-la. Vejam quantas mortes nas estradas, quantos assassinatos, quantas famílias “diluímos”, quantas meninas perdem a virgindade, quantos valores “colocamos” pelo esgoto nos dias de Momo?”
Por esta e por tantas outras, carnaval é coisa séria.
Por isso, não pactue, não se envolva e não brinque!
Antes, pelo contrário, denuncie, discorde e rejeite.